Throwback Thursday: Look Sheer Crosses

Mais um Throwback Thursday com um look de algumas semanas atrás.
Falando em semanas, quero aproveitar e dizer que deletei um post que publiquei a semana passada que achei que passou uma mensagem não muito certeira do que eu estava pensando naquele momento, coloquei um título chamativo e não sinalizei que o post era continuado - onde teria um maior desenvolvimento do assunto. Mas pretendo em breve republicar o post, desta vez completo. Fiquei triste ainda por não ter conseguido me expressar corretamente e foi por isso que deletei. Não quero que algo fique no ar sem eu estar 100% segura.

Quanto ao look, é de um tempinho atrás! Tirando o corselet da DF é um mega básico: uma blusinha preta e uma saia que eu mesma fiz. As meias brancas da Le Café que adoro usar com looks total black porque quebram a trevosidade e uma de minhas Melissas preferidas estilo boneca que uso direto há alguns anos. Esse corselet da DF não é sob medida, por isso ele sobra mais ou menos um dedo de cada lado na parte de cima mesmo completamente fechado atrás. Acessórios: tiara e pulseira rosa da Ideal Shop e outras pulseirinhas do meu acervo e uma luvinha de renda que eu fiz e que uso sempre também.


Como a foto não mostra os detalhes, queria mostrar o tecido da sainha pra vocês! Eu encontrei na loja apenas um pedaço deste tecido transparente com umas mini cruzinhas brilhantes, é muuuuuito gracinha!! Pena pena pena que era sobra na loja porque eu adoraria ter comprado mais e feito um vestido também. Daí fiz um forro e joguei o tecido franzidinho por cima. Acho super legal que ao vivo o brilho das cruzes também dão uma quebrada no preto =D



E aliás, queria saber: fora de blog, onde vocês gostam de publicar look? Eu tinha postado alguns no Lookbook mas um dia dei de loka e deletei tudooooo, eu até queria postar no insta mas não é uma rede social muito "prática" pra mim, ainda mais que alguns looks meus são tirados com máquina e depois pra upar no insta é chatinho... enfim, Zuckerberg $$$abe o que faz limitando o insta. Esse mundo corporativo onde tudo precisa ser rentável e vendável me cansa. Queria tanto descer do mundo... Não sei se volto com o lookbook ou se mantenho looks aqui no blog mesmo...



>> Translation<<
Another Throwback Thursday with a look from few weeks ago.
A simple black blouse and a skirt I made by​ myself. The white stockings... I´m in love with them because they break the "blackness" of the look. This corselet  is a little bit big for me and spare more or less a centimeter of each side top. Accessories: spiked tiara and bracelets from Ideal Shop and other bracelets from my collection and a lace glove I made. The mary janes are Melissa shoes.
As the photo does not show the details, I wanted to show the fabric of the skirt! I found in the store just a piece of this sheer fabric with bright mini crosses, is soooo cute !!  I would love to have bought more fabric to make ​​a dress too.

Apresente-se e deixe seu link!

Eu tenho muita curiosidade de saber quem são as pessoas que passam aqui no Diva Alternativa!
Embora pequeno, considero os posts daqui bem visualizados. Tem meninas que eu sei que sempre passam aqui e algumas outras conheço da blogsfera, mas existem centenas de pessoas lendo ou vendo meus posts que eu não faço ideia de quem são. E  às vezes fico pensando se não seriam pessoas interessantes... com páginas ou blogs legais... e tenho curiosidade quanto ao perfil do leitor. 

Então, faço uma proposta que eu não sei se alguém vai gentilmente aceitar: que tal deixar um comentário com seu nome e link (blog, perfil, qualquer coisa) pra eu conhecer/saber quem são as pessoas que visitam esse espaço. Confesso que eu às vezes sinto muita mas muita necessidade de saber com quem "converso" e tenho vontade de conhecer novas pessoas!
Fica o convite pra se apresentarem. ;)



Throwback Thursday: Look RocknRoller!

Pra esse Throwback Thursday recuperei um look de verão do começo do ano que acho que é uma das combinações mais legais que tenho no meu armário e quero reproduzir novamente neste verão que está vindo!


Look:
Esta saia que fiz (preta com riscos finos brancos) que uso com a corrente que veio com esta saia da DF (a corrente já tá adotada e acho que nem volta mais pra saia original kkkk)
Melissa preferida Wedge Doc Dog
De acessórios uma tiara com uns studzinhos e wrist cuffs da Devas.

Simples e RocknRoll! Como eu! :D


Aproveitando: hoje o meu outro blog, o MdS completa 5 anos, estamos com um sorteio muito legal lá, quem quiser participar:  http://www.modadesubculturas.com.br/2014/10/sorteio-de-aniversario-ideal-shop.html
<< Translation>>
For this Throwback Thursday I choose a summer look from the beginning of the year which I think is one of the coolest combinations I have in my closet and I want to wear again in this coming summer.
Dark Fashion Blouse
I made this skirt (black with fine white lines) and adorn it with a chain which came in [this skirt].
favourite Melissa Wedge Doc Dog
Accessories: a tiara with a little studs and wrist cuffs Devas.
Simple and RocknRoll! Like me! :D

Look: Dancing Skeletons

Estou aproveitando estes último dias frios - ou ao menos as últimas manhãs e noites frias - pra usar meias e o lita boots. Em breve o calor intenso retorna e as meias ficarão guardadas até o ano que vem. Não uso muito as litas porque não dá pra, por exemplo, ficar andando na rua, só dá pra ir em locais de piso mais reto e só consigo ficar com ela por meio período - umas 4 horas... Até pensei em vendê-las, mas demorei TANTO pra achar um modelo pronta entrega no tamanho dos meus pés que acho que tenho a obrigação de ficar com elas! No verão uso bem menos saltos porque o clima muito quente incha meus pés, então acabo optando por sapatilhas ou calçados baixos.


 
A blusinha Noir, da Apática, veio no tamanho certo pro design que ela quer passar, acho que isso é fundamental para que o trançado (é um mistério não descobri o segredo - mas tb não procurei na web, vamos deixar o mistério reinar kkkk!) fique legal no corpo. Eu simplesmente amei como os recortes caem na altura do peito e os spikes no ombro ficam pra cima, espetadinhos mesmo! É uma peça estilosa mas ao mesmo tempo básica!
Eu a combinei com mais uma das saias que fiz, de esqueletos dançantes! E as meias calças são tigradas, da Marisa (coleção do ano passado). Essa cara de cansada é a prova de como é difícil eu fotografar look dia de semana kkkk eu ainda prefiro nos fim de semana. Mas dia a dia é assim, cabelo simplório apenas enfeitado com algum acessório e make também simplório, com o eterno e amado batom vermelho de todos os dias.  Essas fotos saíram com poses duras e boca segurando o sorriso, porque botei a câmera no automático e fiquei com medo de me mexer e ferrar tudo, aí ficou assim, meio artificial! :D Eu não tava com tempo pra ficar tentando até as poses saírem mais naturais, mas por mim não tem problema, por isso estou postando aqui.

Aproveito pra acabar o post com uma foto que tirei do museu de minha cidade que achei que ficou bonita: o andar de cima do prédio e o céu...

>> Translation<<
I'm enjoying the chill mornings and cold nights from this begining of spring. It is already spring in Brazil but still not hot at all. I´m enjoying to wear tights and lita boots, soon the intense heat returns and these pieces will be stored until next autumn. I do not use the Litas very much because I can not, for example, walk in the brazilian streets, that are very irregular. In summer I opt for low heels or ballet shoes because the hot weather makes my feet swell.
The Noir blouse, from the Apátika store, came in the right size, the twisted design of the strips are a mistery to me, how is that done? I just loved the spikes on the shoulder! It is a stylish blouse but at the same basic!
I combined the blouse with a skirt I made, with dancing skeletons print. I was tired the day of the photo so my face shows... I still prefer to take photos on the weekend. My every day look is so simplistic, just hair adorned with an accessory and make-up with my eternal and loved red lipstick.
These photos came out with stiff poses and holding the smile, because I put the camera on automatic and I was afraid to move and fuck everything, so it look a bit artificial! I was with no time to be trying more natural poses, but for me no problem, so I'm posting here.
To end the post ...  a photo detail of the museum of my town: the top floor of the building and the sky.




- - -  - - -


Completamente OFF: Se for usar esse post como referência ou inspiração pra algum post no seu blog, por favor, linke. Tem um blog aí que anda usando meus posts do MdS como "inspiração" e fazendo postagens muito parecidas, resumidas, sem me linkar como referência original. Estou muito chateada com isso, viu? Não é uma atitude legal.
Este dito blog também está "se inspirando" em posts de um outro grande blog alternativo nacional, a dona deste até fez uma reclamação no feice pessoal dela estes dias.
Você é capaz de ter ideias próprias, não precisa sugar posts de moda alternativa de outros blogs que se esforçam tanto pra criar as próprias pautas! Como essa pessoa às vezes passa aqui, que eu sei, que eu já vi e já respondi comment: recado dado!

Look: Apátika (+ Comprando velharias...)

Outro dia saí pra fazer umas comprinhas, entre elas, compras literárias. Eu estava atrasada e tirei apenas uma foto de look, que bom que saiu apresentável! Só quando tava descendo a escada que vi que a legging embolou um pouco acima da bota que tava desamarrando, mas aí a foto já estava tirada...
A blusa da Apátika eu tive que dar uma leve diminuída na lateral, como sou pequena, dependendo uso PP, no caso a blusa é P e tinha ficado quadrada e solta nas laterais, a silhueta que me agradou e diminui um pouco a costura. Eu gostei muito dessa legging, coleção antiga da BF. Acho que ela vai ser muuuito usada no próximo outono inverno porque a primavera já tá chegando e nessa época pernocas de fora começam a rular!

Blusa Apátika, fiz a luva de renda e a saia com babados e renda;
 legging da Black Frost, cinto Renner e Lita boots.


Eu costumava ser um rata de biblioteca quando nova, numa época que não tinha internet. Isso também me deixava estranha, afinal, o pensamento da época era: "onde já se viu, um roqueira que gosta de ler?". Idiotice, mas pensavam assim. Hoje em dia estou mais pra rata de sebo. Eu leio de 1 ou 3 livros por mês (dependendo da grossura deles). Não gosto de best-sellers (salvo raras exceções), nem auto-ajuda, mas amo livros policiais e de terror (ambos os gêneros são mal vistos e considerados literatura inferior, mas não pra mim).Os dois últimos livros que li no mês passado: o infanto-juvenil (sim, também leio! Tem histórias que não tem idade!) da premiadíssima Lygia Bojunga "A Bolsa Amarela" - como podem ver, o dia estava realmente frio já que eu estava usando meia de lã! E "Pimentas" do meu querido Rubem Alves (RIP).

 

O que comprei no sebo: livros  dos Impressionistas Monet e Renoir. História da arte é algo que me fascina, é um estudo em paralelo na minha vida. Como estou tentando completar minha coleção de livros da Agatha Christie, ela tem 84 títulos sob a categoria suspense e pra não me perder na memória, eu tenho uma lista e vou riscando os que compro. No momento, faltam apenas 30 títulos pra eu completar minha coleção! Sim, eu li 54 livros dela (contando desde os 16 anos até o presente momento)! Comprei também, só que na livraria, o segundo volume da coleção Millennium, A Menina que Brincava com Fogo. Demorei muito pra começar a ler essa trilogia. Li Os Homens que não amavam as mulheres apenas neste ano embora eu já seja fã dos filmes e tinha vontade de ler desde 2010 sempre ia deixando pra depois e comprando outros títulos, especialmente títulos de história da Moda que são mais caros e não se acha em sebo. Agora dei uma pausa nos livros de moda, tenho o suficiente por hora. O marcador da Hello Kitty é um mimo da livraria *_*


Ainda no sebo, encontrei duas raridades!!
Como uma eterna estudante de moda e fã das estéticas do passado, comprei duas Caprichos, uma de 1958 e outra  1966. A Capricho era bem diferente do que é hoje, era uma revista feminina com contos, fotonovelas e moda. A moda dos anos 1960 é uma de minhas preferidas, um dia conto o porquê. 

Vestidos LINDOS que eu tô loka pra tentar costurar uns iguais!! 
Vou tentar reproduzir os moldes. Aliás, os cabelos da época são curtos, como os meus!

Os anúncios de beleza são uma diversão à parte! 

 

Sabe uma coisa curiosa? Estas revistas tem muuuuuita coisa escrita! Textos, histórias... naquela época não tinha TV nem internet né? A impressão que tive é que eram revistas pra realmente se passar o mês lendo! =)

Não comprei nada de maquiagem e comprei uns itens de decoração, mas nada especial, apenas caixas e gavetinhas  pra guardar meus acessórios.
Acho que estas comprinhas falam um pouco mais sobre o que gosto, saindo um pouco da área "roupas". =)

Até mais!

Blogueiras alternativas estrangeiras: por que nos inspiram? O que podemos aprender com elas?

A cena alternativa bloguística é tão pequena que praticamente todo mundo conhece todo mundo. Aqui no Brasil e fora dele. Ou ao menos, no meu círculo de amizades e de blogueiras nacionais, a gente praticamente segue os mesmos blogs de meninas alternativas. Isso me mostra que poucas falam sobre suas vidas, hábitos e estilos em blogs. 

Eu vou dar apenas pra dar 3 exemplos pra não perder o foco do post: adoro a americana Kitty do Sophistique Noir e as finlandesas Mothmouth e Suski. Todos estes blogs eu sigo desde o começo porque elas apareceram meio junto com o MdS, saí a procura de blogs alternativos e acabei por cair nestas meninas. Enquanto muitas meninas suspiram pelas fotos lindas da Mothmouth, eu sempre fui mais fã da Suski porque o estilo dela é algo mais próximo do que gosto. A Moth é mais retrô goth (sei lá se inventei esse termo), mais classuda e a Suski mais casual. Quanto à Kitty acho que ela faz looks incríveis e prova que dá pra ter 40 anos e continuar alternativa (gótica, no caso dela).


Sabe uma coisa que me chama a atenção nestas 3 moças em especial? Elas são low profile. Talvez por isso eu me identifique, porque eu também sou. Elas não ficam se exibindo, se expondo, olhar o perfil/page delas tanto no face quanto no insta, não mostra nada muito além do que é mostrado em seus blogs. Elas são bem discretas com suas vidas e não ficam ostentando. Outra coisa: seus blogs não trazem publicidade (embora a Moth tenha feito um trabalho de modelo pra uma marca uma vez e ganhou roupas) e elas parecer bloggar seus looks e suas compras e passeios como se fosse algo super natural, porque curtem falar um pouco sobre suas vidas.

Existem outras tão ótimas quanto elas, eu sigo diversas! Vocês devem ter suas preferidas também!  
Mas aí você se pega perguntando: porque as sigo? porque as admiro? o que me atrai no blog delas?

No meu caso específico (vocês podem falar os seus nos comentários), porque são meninas que eu adoraria conhecer, que encontro similaridades, que tem um gosto próprio bem definido e tem noção de seus corpos e do que apreciam em termos de roupas. Tem identidade. Se a trend é boho, se é 70s, se é 90s... não interessa, se não é o estilo delas, elas não vão usar. E se usarem, será de uma forma muito, mas muito adaptada ao guarda roupas delas e o estilo pessoal sobressairá à trend.

A Kitty mora nos EUA e lá a gente sabe que tem roupa barata e muuuuitas lojas alternativas/góticas. E sabe o mais louco? Ela mora na Califórnia!! Isso mesmo! Um estado americano cujo verão chega a mais de 40º assim como aqui. E há os que dizem que não tem como usar preto/ser alternativo no Brasil. Na minha opinião tem sim, e se baseia em escolher tecidos os mais naturais possíveis para que a pele respire com o calor.

No caso da Suski e da Moth, ambas são Finlandesas e aí você suspira... "ah queria morar na finlândia, lá é frio, lá tem bandas de metal, lá tem toda uma atmosfera blablabla". Realmente, lá tem bandas de metal e lindos cenários! O que muita gente não sabe é que a gente sente mais frio no nosso inverno do que no da Finlândia!
Sério!
Porque lá, as casas, empregos, empresas, lojas etc tem aquecedor que fica na faixa dos 22º ou 25º. As pessoas nem usam casaco dentro dos ambientes! Vocês podem notar em postagens de época de inverno destas moças que elas estão com saia e meias calças ou uma singela legging!
E aí você vem pro inverno do Brasil, pra alguma cidade tipo as do Sul ou as de serra do sudeste e MORRE de frio dentro do trabalho e de casa porque nossa arquitetura não foi feita pro inverno. Eu sei muito bem disso porque sou do sul e vivo part-time no sul!

Então, essa coisa de "lá faz frio" é relativo. Lá faz frio mais tempo. Bem mais. Mas dependendo do lugar do Brasil que você mora, ao menos nos meses de inverno, mesmo que de pequena duração, você sentirá mais frio do que dentro de uma casa finlandesa.
Uma grande amiga minha morou na Irlanda e Inglaterra por 5 anos. Até hoje ela me diz que passa mais frio no Brasil do que em todos os anos que morou na Europa... Então: "stop complaining!" aproveitem nossos dias frios!!

Montação
Abrindo um (breve) espaço pra comentar das suecas Adora BatBrat e Muderotic e da finlandesa Rose Shock. Elas tem visuais bem montados e maquiados! Uma delas disse que demora 45 minutos se maquiando! Eu me pergunto e me impressiono como elas se dedicam a se montar!! E me veio a resposta outro dia quando a Juliana Lopes postou a foto de uma finlandesa toda elaborada num vestido de época e uma amiga nossa que mora em Londres, muito viajada ao redor do mundo, disse algo que me fez acender a luzinha do entendimento:

Ela disse que estas meninas que moram na Escandinávia (às vezes em cidades do interior) algumas vezes tem pouco a fazer. É tudo lindo e "perfeito", mas sociedades em que tudo funciona, onde não há stress de trânsito, pobreza, calor, desafios sociais, o governo paga bolsa família até os 30 anos de idade... as pessoas se entediam. No inverno, há luz por somente 4 horas do dia. Então, pra fugir do tédio estas meninas se montam. Porque é divertido. É diferente. Espanta o tédio. Podem não ter evento pra ir todo dia, se montam pra "fugir" de uma rotina sem preocupações, posam pra fotos em lindos cenários nos poucos 3 meses que  não está frio o suficiente de congelar lá fora. A escuridão por tantos meses, pode deixar mesmo uma pessoa mais melancólica e assim, mais suscetível a apreciar esse lado mais dark da vida. Talvez a Enohar do blog My Deadly Beauty que mora na Noruega, possa nos contar como é lá!

Talvez por isso estas meninas se destaquem pra nós: porque são muito diferentes, moram longe e a gente romantiza isso. Nós somos diferentes culturalmente e geograficamente, mas parecidas nos gostos.

Sei que nem todo mundo tem senso de moda. Ainda mais num mundo em que blogs dão mastigadinho o look pronto que se deve usar. Esse tipo de atitude poda as pessoas de desenvolverem um senso estético próprio, de criarem looks por si mesmas, errando e acertando. Viciam o olhar ao que está sendo oferecido pronto. Como o fast food. Ao consumir muita fast food, aos poucos se desaprende (ou não se aprende) a cozinhar.
Esse pra mim, é o lado ruim dos looks do dia. A pessoa deseja ser como a outra, usar uma roupa como a outra, sem desenvolver sua própria habilidade de montar outfits por si mesmo.

Eu acho meio zuado essa coisa de fazer um GET THE LOOK de alguém que tem estilo próprio mas sabendo que muita gente admira estas meninas e acha que não dá pra se vestir "igual", eu vou tentar desmistificar um pouco isso.
Ninguém precisa ser expert em moda, mas eu observo no look das meninas exemplificadas no post - que usam muito preto - que nós temos sim possibilidade de fazer looks semelhantes. 
Eu sou do tipo que entro numa loja e vou direto pra parte das roupas em cor preta. E acho que é meio que isso que estas meninas fazem. Usam preto independente da marca, basta a roupa ser do gosto delas.

Kitty: o que acho mais difícil nos looks dela são as saias longas e esse tipo de saia não é sempre tããão facil de encontrar por aqui. O blog foca em looks mais adultos e para o trabalho mas ela tem uma sessão de roupas de fim de semana e de club.
Ela usa muita, mas muita blusa/saias básicas, clássicas junto com peças com mais impacto visual como veludo e renda. Ela gosta desta coisa de "texturas" diferentes mas com peças comuns.


Look Saia Longa: blusa básica e saia da Renner


Suski: Alguns looks dela são de lojas alternativas, produtos que a gente não encontra aqui com tanta facilidade, mas ela usa, assim como a Kitty, bastante peças básicas como "base" do look. Este look em especial, achei super legal que temos a saia da Dark Fashion bem parecida, só que a Suski usa uma anágua pra deixar ela mais armada. Você precisará de um cinto com studs pra finalizar o look. A blusa é da M.Officer.


Mothmouth: Como eu disse mais acima, a Moth usa roupas inspiradas em estilo retrô, especialmente anos 1940 e 1950 mas também usa moda alternativa, brechó e peças bem básicas. Pelo mesmo motivo da Suski, dela usar bastante peça de loja alt, fica um pouco complicado reproduzir looks exatamente igual. Mas ninguém quer isso né minha gentem?? Pra que fazer look igual de outra pessoa? O lance é se inspirar! Então pro look selecionado abaixo, me lembrei do chapéu e do vestido da recente coleção All Black da Miniminou.


A questão não é a ter a roupa igual à destas moças mas sim, captar o look num conceito geral. Se você gosta do look de alguém, primeiro pense se aquele look é seu estilo. A gente pode achar lindo um look que não tem nada a ver com a gente, mas não somos obrigadas a usar! Se o look for do seu estilo, tente encontrar pontos em comum com o que você tem em casa, adaptar. Os acessórios, a bolsa ou um penteado podem fazer muito por você. Já os calçados são uma questão à parte. Imagine o look da Suski com uma sapatilha ou outro calçado que não seja um coturno de vinil, bem mais usável e adaptado ao nosso clima né??

Uma tecla que eu costumava bater no MdS mas depois desencanei porque não obtive respostas satisfatórias, ou seja, na época não encontrei pessoas interessadas em questionar a mentalidade, é que... o que nós temos em nossa cultura que podemos usar em nossos looks?
A gente não tem a neve e o frio finlandês, a gente não tem as milhares de opções de roupas que os EUA tem. O que a gente tem que é único e que pode ser nossa diferença em termos de estilo pessoal e moda alternativa. Já parou pra pensar?
Já parou pra pensar que se um dia a gente "descobre nossa identidade única", quem vai inspirar o mundo bloguístico alternativo pode ser nós? 

Não alimente de forma nenhuma o vira latismo. Creia em você, nas coisas boas que temos no Brasil - como a possibilidade de usar saias diversas ou encher o braço de pulseiras e adornos porque porque o clima permite... enfim, encontre algo! Pare de focar no negativo! "ah a maquiagem derrete com o calor..." Ué, então invista em outra coisa! É difícil porque a gente tá aqui dentro e nos acostumamos, tudo fica trivial. Às vezes precisa vir alguém de fora pra dizer: ei, isso que vocês tem aqui no Brasil é legal, porque não aproveitam?
A gente sempre pensa que a grama do vizinho é mais verde, romantiza, idealiza, se compara, pensa sobre a "superioridade" do outro. O mesmo com a moda. Não espere morar na Escandinávia pra usar o que gosta, aproveite o momento, use aqui no Brasil mesmo!

E você?  Qual sua blogueira alternativa estrangeira preferida?
Usariam looks inspirado nelas?


- - -  - - -


>>Translation<<
We alternative/goths brazilians are inspired by foreign alternative fashion bloggers. We tend to think that we can´t dress like those girls. This post is to show that we can get inspired by this ladies and get dressed using department stores and some of the few alt brands we have. But we cannot forget that our country has lots of good references too.