A cena alternativa bloguística é tão pequena que praticamente todo mundo conhece todo mundo. Aqui no Brasil e fora dele. Ou ao menos, no meu círculo de amizades e de blogueiras nacionais, a gente praticamente segue os mesmos blogs de meninas alternativas. Isso me mostra que poucas falam sobre suas vidas, hábitos e estilos em blogs. 

Eu vou dar apenas pra dar 3 exemplos pra não perder o foco do post: adoro a americana Kitty do Sophistique Noir e as finlandesas Mothmouth e Suski. Todos estes blogs eu sigo desde o começo porque elas apareceram meio junto com o MdS, saí a procura de blogs alternativos e acabei por cair nestas meninas. Enquanto muitas meninas suspiram pelas fotos lindas da Mothmouth, eu sempre fui mais fã da Suski porque o estilo dela é algo mais próximo do que gosto. A Moth é mais retrô goth (sei lá se inventei esse termo), mais classuda e a Suski mais casual. Quanto à Kitty acho que ela faz looks incríveis e prova que dá pra ter 40 anos e continuar alternativa (gótica, no caso dela).


Sabe uma coisa que me chama a atenção nestas 3 moças em especial? Elas são low profile. Talvez por isso eu me identifique, porque eu também sou. Elas não ficam se exibindo, se expondo, olhar o perfil/page delas tanto no face quanto no insta, não mostra nada muito além do que é mostrado em seus blogs. Elas são bem discretas com suas vidas e não ficam ostentando. Outra coisa: seus blogs não trazem publicidade (embora a Moth tenha feito um trabalho de modelo pra uma marca uma vez e ganhou roupas) e elas parecer bloggar seus looks e suas compras e passeios como se fosse algo super natural, porque curtem falar um pouco sobre suas vidas.

Existem outras tão ótimas quanto elas, eu sigo diversas! Vocês devem ter suas preferidas também!  
Mas aí você se pega perguntando: porque as sigo? porque as admiro? o que me atrai no blog delas?

No meu caso específico (vocês podem falar os seus nos comentários), porque são meninas que eu adoraria conhecer, que encontro similaridades, que tem um gosto próprio bem definido e tem noção de seus corpos e do que apreciam em termos de roupas. Tem identidade. Se a trend é boho, se é 70s, se é 90s... não interessa, se não é o estilo delas, elas não vão usar. E se usarem, será de uma forma muito, mas muito adaptada ao guarda roupas delas e o estilo pessoal sobressairá à trend.

A Kitty mora nos EUA e lá a gente sabe que tem roupa barata e muuuuitas lojas alternativas/góticas. E sabe o mais louco? Ela mora na Califórnia!! Isso mesmo! Um estado americano cujo verão chega a mais de 40º assim como aqui. E há os que dizem que não tem como usar preto/ser alternativo no Brasil. Na minha opinião tem sim, e se baseia em escolher tecidos os mais naturais possíveis para que a pele respire com o calor.

No caso da Suski e da Moth, ambas são Finlandesas e aí você suspira... "ah queria morar na finlândia, lá é frio, lá tem bandas de metal, lá tem toda uma atmosfera blablabla". Realmente, lá tem bandas de metal e lindos cenários! O que muita gente não sabe é que a gente sente mais frio no nosso inverno do que no da Finlândia!
Sério!
Porque lá, as casas, empregos, empresas, lojas etc tem aquecedor que fica na faixa dos 22º ou 25º. As pessoas nem usam casaco dentro dos ambientes! Vocês podem notar em postagens de época de inverno destas moças que elas estão com saia e meias calças ou uma singela legging!
E aí você vem pro inverno do Brasil, pra alguma cidade tipo as do Sul ou as de serra do sudeste e MORRE de frio dentro do trabalho e de casa porque nossa arquitetura não foi feita pro inverno. Eu sei muito bem disso porque sou do sul e vivo part-time no sul!

Então, essa coisa de "lá faz frio" é relativo. Lá faz frio mais tempo. Bem mais. Mas dependendo do lugar do Brasil que você mora, ao menos nos meses de inverno, mesmo que de pequena duração, você sentirá mais frio do que dentro de uma casa finlandesa.
Uma grande amiga minha morou na Irlanda e Inglaterra por 5 anos. Até hoje ela me diz que passa mais frio no Brasil do que em todos os anos que morou na Europa... Então: "stop complaining!" aproveitem nossos dias frios!!

Montação
Abrindo um (breve) espaço pra comentar das suecas Adora BatBrat e Muderotic e da finlandesa Rose Shock. Elas tem visuais bem montados e maquiados! Uma delas disse que demora 45 minutos se maquiando! Eu me pergunto e me impressiono como elas se dedicam a se arrumar!! E me veio a resposta outro dia quando a Juliana Lopes postou a foto de uma finlandesa toda elaborada num vestido de época e uma amiga nossa que mora em Londres, muito viajada ao redor do mundo, disse algo que me fez acender a luzinha do entendimento:

Ela disse que estas meninas que moram na Escandinávia (às vezes em cidades do interior) algumas vezes tem pouco a fazer. É tudo lindo e "perfeito", mas sociedades em que tudo funciona, onde não há stress de trânsito, pobreza, calor, desafios sociais, o governo paga bolsa família até os 30 anos de idade... as pessoas se entediam. No inverno, há luz por somente 4 horas do dia. Então, pra fugir do tédio estas meninas se montam. Porque é divertido. É diferente. Espanta o tédio. Podem não ter evento pra ir todo dia, se montam pra "fugir" de uma rotina sem preocupações, posam pra fotos em lindos cenários nos poucos 3 meses que  não está frio o suficiente de congelar lá fora. A escuridão por tantos meses, pode deixar mesmo uma pessoa mais melancólica e assim, mais suscetível a apreciar esse lado mais dark da vida. Talvez a Enohar do blog My Deadly Beauty que mora na Noruega, possa nos contar como é lá!

Talvez por isso estas meninas se destaquem pra nós: porque são muito diferentes, moram longe e a gente romantiza isso. Nós somos diferentes culturalmente e geograficamente, mas parecidas nos gostos.

Sei que nem todo mundo tem senso de moda. Ainda mais num mundo em que blogs dão mastigadinho o look pronto que se deve usar. Esse tipo de atitude poda as pessoas de desenvolverem um senso estético próprio, de criarem looks por si mesmas, errando e acertando. Viciam o olhar ao que está sendo oferecido pronto. Como o fast food. Ao consumir muita fast food, aos poucos se desaprende (ou não se aprende) a cozinhar.
Esse pra mim, é o lado ruim dos looks do dia. A pessoa deseja ser como a outra, usar uma roupa como a outra, sem desenvolver sua própria habilidade de montar outfits por si mesmo.

Eu acho meio zuado essa coisa de fazer um GET THE LOOK de alguém que tem estilo próprio mas sabendo que muita gente admira estas meninas e acha que não dá pra se vestir "igual", eu vou tentar desmistificar um pouco isso.
Ninguém precisa ser expert em moda, mas eu observo no look das meninas exemplificadas no post - que usam muito preto - que nós temos sim possibilidade de fazer looks semelhantes. 
Eu sou do tipo que entro numa loja e vou direto pra parte das roupas em cor preta. E acho que é meio que isso que estas meninas fazem. Usam preto independente da marca, basta a roupa ser do gosto delas.

Kitty: o que acho mais difícil nos looks dela são as saias longas e esse tipo de saia não é sempre tããão facil de encontrar por aqui. O blog foca em looks mais adultos e para o trabalho mas ela tem uma sessão de roupas de fim de semana e de club.
Ela usa muita, mas muita blusa/saias básicas, clássicas junto com peças com mais impacto visual como veludo e renda. Ela gosta desta coisa de "texturas" diferentes mas com peças comuns.


Look Saia Longa: blusa básica e saia da Renner


Suski: Alguns looks dela são de lojas alternativas, produtos que a gente não encontra aqui com tanta facilidade, mas ela usa, assim como a Kitty, bastante peças básicas como "base" do look. Este look em especial, achei super legal que temos a saia da Dark Fashion bem parecida, só que a Suski usa uma anágua pra deixar ela mais armada. Você precisará de um cinto com studs pra finalizar o look. A blusa é da M.Officer.


Mothmouth: Como eu disse mais acima, a Moth usa roupas inspiradas em estilo retrô, especialmente anos 1940 e 1950 mas também usa moda alternativa, brechó e peças bem básicas. Pelo mesmo motivo da Suski, dela usar bastante peça de loja alt, fica um pouco complicado reproduzir looks exatamente igual. Mas ninguém quer isso né minha gentem?? Pra que fazer look igual de outra pessoa? O lance é se inspirar! Então pro look selecionado abaixo, me lembrei do chapéu e do vestido da recente coleção All Black da Miniminou.


A questão não é a ter a roupa igual à destas moças mas sim, captar o look num conceito geral. Se você gosta do look de alguém, primeiro pense se aquele look é seu estilo. A gente pode achar lindo um look que não tem nada a ver com a gente, mas não somos obrigadas a usar! Se o look for do seu estilo, tente encontrar pontos em comum com o que você tem em casa, adaptar. Os acessórios, a bolsa ou um penteado podem fazer muito por você. Já os calçados são uma questão à parte. Imagine o look da Suski com uma sapatilha ou outro calçado que não seja um coturno de vinil, bem mais usável e adaptado ao nosso clima né??

Uma tecla que eu costumava bater no MdS mas depois desencanei porque não obtive respostas satisfatórias, ou seja, na época não encontrei pessoas interessadas em questionar a mentalidade, é que... o que nós temos em nossa cultura que podemos usar em nossos looks?
A gente não tem a neve e o frio finlandês, a gente não tem as milhares de opções de roupas que os EUA tem. O que a gente tem que é único e que pode ser nossa diferença em termos de estilo pessoal e moda alternativa. Já parou pra pensar?
Já parou pra pensar que se um dia a gente "descobre nossa identidade única", quem vai inspirar o mundo bloguístico alternativo pode ser nós? 

Não alimente de forma nenhuma o vira latismo. Creia em você, nas coisas boas que temos no Brasil - como a possibilidade de usar saias diversas ou encher o braço de pulseiras e adornos porque porque o clima permite... enfim, encontre algo! Pare de focar no negativo! "ah a maquiagem derrete com o calor..." Ué, então invista em outra coisa! É difícil porque a gente tá aqui dentro e nos acostumamos, tudo fica trivial. Às vezes precisa vir alguém de fora pra dizer: ei, isso que vocês tem aqui no Brasil é legal, porque não aproveitam?
A gente sempre pensa que a grama do vizinho é mais verde, romantiza, idealiza, se compara, pensa sobre a "superioridade" do outro. O mesmo com a moda. Não espere morar na Escandinávia pra usar o que gosta, aproveite o momento, use aqui no Brasil mesmo!

E você?  Qual sua blogueira alternativa estrangeira preferida?
Usariam looks inspirado nelas?


- - -  - - -



24 Comentários

  1. Eu acredito que tenha muita brasileira preguiçosa. Haha, já que o se vende de muito todas compram pelo simples fato de "estar se usando" .. "está na moda".. ou a também clássica "tá todo mundo usando" .
    É mais difícil comprar o que você quer do que aquilo que tem na loja.
    E das blogueiras brasileiras a que mais demonstra um look super bem planejado ( no meu ponto de vista ) é a Lidia do fiercekrieg.com, que segue um pouco a lógica que você explicou no texto.
    Seu blog é sempre uma boa referência e um dos poucos que me mantem forte para ter o meu estilo sem sentir (tanto) o peso dos olhos julgadores....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "É mais difícil comprar o que você quer do que aquilo que tem na loja." -> você definiu bem minhas tentativas de fazer compras hahaah!! Acabo sempre comprando o básico ou algo perto disso e ... preto! Deixo as peças mais elaboradas pra eu mesma tentar fazer!
      Com a nossa limitação de uma "falsa moda democrática", aí é que a gente tem que se virar meeesmo pra manter nosso estilo ;)
      Pôxa, tenta esquecer destes julgadores, senão realmente complica. Já passei por isso também =/
      Obrigada!!

      Excluir
  2. Oi Sana!
    Este teu post caiu como uma luva, estava preparando um post para o meu blog com uma temática parecida. Já que você mandou super bem, posso citar você no meu texto?
    Nem perguntei, mas já citei você em um dos primeiros posts que fiz, mas coloquei a referencia após o texto. Se fiz errado, por favor, não hesite em me corrigir! Afinal, estou iniciando em blogs e não tenho ainda como é o certo em fazer isso.
    Com relação ao post, bom, Kitty para mim é de cara referencia por causa do estilo e idade que ela tem. Mothmouth e Suski também acesso com frequência, me dão muitas ideias boas.
    Costumo acessar o site da Margot (http://margotmeanie.com/) porque ela é alternativa e plus size. O cabelo dela é uma loucura, sempre com cores loucas. O Bone and Lilies (http://bonesandlilies.blogspot.fi/) também é muito legal, bem como o Coffin Kitsch (http://www.coffinkitsch.com/). Gosto muito porque as 3 são muito legais, eu gosto muito deste último pelas roupas inesperadas. Sempre me surpreendo.
    Sempre compro roupas pretas em lojas de departamento e customizo ou vario com acessórios. Roupa básica é muito bom ter no armário para exercitar a criatividade.
    Beijos!

    http://corpgoticaltda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vívien, sem problemas!! =D
      Se lembrar, quando fizer isso, vem aqui e deixa o link porque nem sempre consigo ler toooodos os posts de toooodos os blogs que sigo, então realmente, nem tava sabendo deste seu texto que me citou ;)

      Eu acho que tô no meio de idade da Kitty e da Suski por exemplo, mas ainda me identifico mais com o estilo da finlandesa...
      Menina, não sou plus mas aaaamo blog de meninas plus porque elas ousam sabe?? Às vezes ousam mais que as meninas magras!!
      Também amo as outras duas citadas!! Acho que todo mundo meio que segue os mesmos blogs neste meio! Acho que a Meagan, usa umas roupas bem "fáceis" e também, super usáveis, mais do que a Karoliina que usa bastante marca alternativa.

      Bjs!! ;-)

      Excluir
  3. Sempre quis usar vestido/saia no inverno aqui de Curitiba, mas olha, com aquelas meias fio 60/80/120 não consigo, a menos que eu faça muitas camadas de meias.
    Inveja branca por quem consegue, eu sofro no frio. Ainda mais que no escritório onde trabalho é super gelado.

    Já pensei até em levar até uma cobertinha para cobrir minhas pernas no inverno, quando eu estava estudando tinha gente que fazia isso na aula, rs.


    Desses blogs eu sigo os três e o que mais gosto e tem mais em comum comigo é o da Mothmouth. Os outros às vezes tem alguma coisa ou outra que gosto mais, mas sigo mesmo por inspiração/referências tanto de looks, combinações que nunca imaginei, acessórios, lojas, etc.

    A primeira saia da Kitty se não me engano é da Target, lembro que quando ela postou fiquei triste por não achar nada parecido aqui e nem muitos tecidos bonitos assim. :c

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEMPRE que vou pro sul eu congelo! Este ano usei muita meia de lã e tinha dias que o vento sacaneava congelando todo o esqueleto. Mas lembro uma época ano que fui visitar minha avó no RS e usei umas 5 camadas de blusa e 2 calças! kkkk

      Tecidos aqui é uma coisa complicada mesmo, ainda mais quem mora no interior, tem muito daquela coisa mega super colorida estampada. Texturas diferenciadas também é um pouco difícil de encontrar.

      Excluir
    2. Sabe que lendo isso me passou uma ideia?
      Meu fisioterapeuta ficava morrendo de dó de me ver com frio nos pés (me fazia muiiito mal) e sugeriu que eu comprasse roupas para alpinistas. Eu já tinha uma bota de montanhismo, e comprei uma meia e uma "ceroula" térmicas. Gente, é caro mas o investimento vale a pena!!! Passei a usar no frio com saias, e não passava frio! Muito bom, ano que vem vou ficar de olho em promoções e pegar mais um conjunto.

      Excluir
    3. Eu sei que ceroulas são roupa de baixo nos Estados frios lá dos EUA, Canadá, minha mãe diz que usava no sul, mas eu nunca fui atrás de procurar! Fiquei interessada nas ceroulas...

      Excluir
  4. Foi por conta do seu post,que decidi publicar um que escrevi meses atrás,e nem ia publicar porque achei que estava ruim.Eu me inspiro na Suski e na Thelma Romu,porque acho o estilo delas bem parecido com o meu e a minha realidade.Quando eu morava no sul,parecia um salsicha (ou como o povo de Ctba fala Vina) de tanta roupa que eu colocava,no inverno morria congelada LOL.Vi que não podemos menosprezar a quem somos,só porque não conseguimos as roupas iguais das meninas gringas,tem tantas opções ao nosso alcance que chega a ser emocionante e inspirador!Tomei para eu mesma aquela poção do vestir-se conforme o humor, e tem funcionado porque me visto do jeito que quero sem pensar muito, pode estar confortável ou não,pelo menos uso aquilo que me faz bem.
    Já não basta a prisão que os padrões (dentro da subcultura ou não), e as regras que cospem cada dia para nós,sobre o que podemos ou não usar,não podemos nos limitar sabe?Não acho certo com nós mesmos...já somos julgados o tempo todo,julgar nosso próprio estilo e comparar com outros fazendo uso da síndrome do vira-latas não dá.Somos tão criativos como um todo,somos capazes sim, ainda mais nosso país com tantas diversividade cultural!Como você mesma disse,não podemos esperar morarmos na Escandinávia para usar aquilo que gostamos!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois vou lá ler seu post ;)
      Olha, ano passado nevou na serra catarinense, eu estava nos arredores e nunca havia sentido tanto frio na minha vida!! E não achei nada glamuroso os meus looks cebola kkkkk
      É como aquele post que vc escreveu, de usar peças de roupas normais pra criar looks, sendo as peças do seu gosto, tem que usar a criatividade pra desenvolver um estilo próprio!
      Não dá pra esperar mesmo! O tempo passa e não faz sentido às vezes dizer que não tem como ou onde usar x roupa aqui, o que tem que se fazer é criar situações pra usar estas roupas.
      Bjsss!!

      Excluir
  5. Nesse caso tenho que comentar: para quem mora no RJ tem inveja até do pessoal do Sul (claro quem não curte calor, apesar que anda tão quente que até meus amigos ratos de praia já não andam curtindo rsrsrs). Dos blogs também gosto todos. Tenho um que não tenho certeza mas acho q você até já comentou: o http://www.rocknrollerr.com/ da Jenny ela é bem novinha, e gosto do estilo mais informal dela bem rocker. Mas quando não tem muito haver com meu estilo, sempre procuro inspirações diversas (decoração, livros, filmes -- o da Moth mesmo adoro ler sobre isso). ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaaha! Mas olha, eu sou de uma cidade suuuper quente e seca (acho que o Rio é mais úmido, o que aumenta a sensação de calor) e que faz 40º graus no alto verão!
      Sabe que eu acho mais dificil encontrar blogs de meninas roqueiras assim, mais hard e classic? E de meninas do metal tradicional também! É curioso isso!
      Bjs!!

      Excluir
  6. Que post sincero. Morei na Noruega por dois anos e acredito que dá pra montar muitos looks parecidos com as meninas de lá, aqui no Brasil, mesmo. Eu moro em Curitiba, e posso dizer que passo mais frio aqui do que já passei lá. O vira latismo do brasileiro é incrível, mas eu mal espero para que nós encontremos uma característica nacional, algo que nos faça únicas de alguma forma...

    Bom texto. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo ler sua opinião, já que você já morou na Noruega, enxerga as coisas por outro ângulo!! =D
      Tomara que a gente vença sim o vira latismo! Que a gente ganhe mais auto-estima!!
      Obrigada!
      Bjsss

      Excluir
  7. Oi Sana.
    Olha, das 3 eu só conhecia duas blogueiras a Moth e a Suski. Conheci primeiro a Moth, e me encantei. Não só pela beleza dela, mas pela escrita dela no blog, que muito me agrada. Acho que me interessei não só por tantas qualidades dela e do blog, mas porque eu sentia que faltavam blogs assim, sabe? Que não focassem apenas em resenha de produto e look do dia, mas que falassem muito mais do cotidiano. Tá certo que as roupas da Moth são um escândalo de lindas, mas tudo isso fica estava implícito dentro de um texto, e das fotos dela que inspiram vida e poesia :3
    Pois bem, o blog da Suski também é assim, porém, as roupas que ela usa parecem mais confortáveis e simples. E assim, eu também não tenho muito dinheiro pra comprar tantas peças diferentes, então eu sempre compro peças coringa que eu possa montar vários looks diferentes, é versátil e bom pro bolso. :)
    Acho que não tem nem como copiar, elas devem ser uma inspiração, não um motivo pra se sentir mal porque não parece com elas, ou porque não mora na Finlândia. Temos que valorizar o que é nosso também e usar o nosso próprio estilo aqui mesmo.
    Se fosse assim, eu ia morrer indignada. Moro no Ceará, calor bravo, terra humilde... e nada impede de usar o que eu quero. Se bem que às vezes temos que nos adaptar ao clima, então acabamos adaptando uma coisinha aqui e ali, mai ainda dá certo.
    Temos que parar de fantasiar pessoas que não somos, e deixarem esses ícones nos inspirarem de outra forma, não só na idumentária, mas nas artes e no imaginário.

    beijo :*
    http://lilithstyleandbeauty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Moth é linda, tem aquele rosto quadrado meio comum lá na Finlândia e exatamente! Ela posta coisas que lê, lugares que vai, coisas da vida =)
      A Suski ela repete roupas e looks e acho isso incrível porque a torna meio "gente como a gente" rsrsrss, tudo bem usável mesmo.
      Eu admiro pra caramba o pessoal do norte e nordeste que usa preto ou não usa preto mas tem estilo alt! Minha saída pra dias muito quentes é usar branco (com preto) porque é difícil encarar as peças coloridas rsrs
      É isso aí!!!
      Bjs!!

      Excluir
  8. A medida que lia o post, fiquei que nem uma doida dizendo na maior empolgação:
    ISSO
    ISSO
    ISSO
    ISSO MESMO!
    Cheguei num ápice da leitura como nunca antes. Quando você falou em romantização dos países da Europa, eu quase abracei a tela do pc. Pode isso? Se tem UMA coisa que eu bato na tecla sempre é como a gente deve valorizar e adaptar as coisas para a nossa realidade. E você falou TU-TÓ que eu penso!
    Eu achei legal os get the looks porque você teve um fundamento na hora de aplicar isso pra nossa realidade, você não jogou as peças na nossa cara nem nada disso, e isso é sensacional.

    Não conhecia a Sophistique Noir, mas já vi uns looks dela perdidos por aí. As minhas blogueiras estrangeiras favoritas são:

    Bones and Lilies (http://bonesandlilies.blogspot.com) - ADORO ela, me vejo muito nela, porque ela não deixa de ser alternativa mas ela não sai por aí toda montada nos vinis o tempo inteiro, ela tende a usar muitas peças simples mas que ela só usando já fica alternativo. E também gosta muito de gatinhos :3 :3 Ela é a MINHA favorita. De todos os tempos. E não tem medo de usar cor (eu tenho aueheuhe). E eu já ganhei um sorteio dela, ela é uma fofa. :3
    Ventovir - Will of the Forsaken (http://ventovir.blogspot.com) - Gosto muito dela também, mas ela é bem drag. BEEEEEM Drag. Tipo meu alter-ego, quando eu quero me montar na potência máxima, sabe? Então não levo os looks dela tããão a sério. Pego uma peça ou outra, uma inspiração ou outra, mas nunca tudo, porque é bem pesado, não sairia na rua a não ser que fosse algo última potência.
    Evil Fate Eternity - Insanity (http://brain-chain.blogspot.com) Gosto dela porque ela não fica socada em um estilo só. Num dia ela é cyber, no outro ela é hipster, no outro é mais headbanger, mas tem hora que ela mistura tudo mesmo e não tá nem aí. Ela tem uma coleção INVEJÁVEL de sapatos, mas sempre pego dela uma inspiração ou outra também.
    Elzy Vomit (http://vomityxq.blogspot.com.br/) - Adoro ela também, me identifico muito e ela é um pouco mais tranquila nessa questão de roupas, não fica sempre montadona, mas tá SEMPRE bonita. De todas, é a que mais me identifico, mas ela posta pouco.

    Ironias a parte, as 4 são finlandesas. auheuheuhe

    PS: Eu acho que esse é um dos meus posts favoritos de todos os tempos.
    Bêzo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lubby você é muito engraçada! Já dou risada com seu jeitinho no seu blog e ry quando vc disse que abraçou a tela, te imagino fazendo isso! kkkk
      Como assiiiiiiiiim c já ganhou sorteio no blog da Karoliina?? *_*
      A Ventovir é mesmo! Cara.. ela é realmente montada!!! Vinil aqui no brasiu não rola não, a gente derrete!
      Será essa finlandezaiada comprova pra mim que a montação é necessária pra fugir da tediosidade de morar em lugar que não tem sol e que não dá pra ficar o tempo todo suando na rua kkkkk!!

      Excluir
  9. Isso eh bem verdade, Sana. O estilo de vida na Escandinávia eh mto diferente de como eh no Barsil: as pessoas tem tempo pra dedicar ao que quiserem depois do trabalho ou no fim de semana. E um outro ponto crucial eh q elas tem dinheiro pra gastar noq quiserem. As pessoas por aqui, de modo geral, não vivem contando os centavos e aflitas com as contas do mês. E trabalhando num emprego comum da pra ter uma vida digna, vc não precisa ter um doutorado pra viver bem. Então se elas quiserem comprar um monte de coisa foda pela internet, está só a um clique de distância. Se essas meninas quiserem a câmera mais cara e a melhor lente disponível, isso não vai ser um problema (talvez soh tenham q esperar até o próximo pagamento). Assim fica muiot mais fácil ter um blog de conteúdo interessante, neh...tempo livre pra fazer oq quiser + dinheiro pra completar todas as wishlists imagináveis só pode dar em algo atrativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom o seu depoimento Enohar!! Nada melhor do que alguém que mora na escandinávia pra dar seu ponto de vista!!! Encarar nossa realidade brasileira não é fácil e justamente por isso eu admiro as moças daqui que se viram como podem!
      Muito obrigada mesmo!
      Abraço!

      Excluir
    2. Que isso, de nada! :)
      Pois então, acho q meninas como a Marcela Ziemer e vc tbm merecem mto mais admiração doq as moças da Escandinávia, pois vcs estão inseridas na realidade brasileira e sempre mostrando marcas nacionais tanto de roupas qnt de cosméticos - isso q deveria ser do interesse das meninas, ao invés de um monte de produtos e marcas q são inacessíveis pra quem mora no Brasil.
      Engraçado q em todo tipo de blog os q chamam a atenção das pessoas são sempre aqueles de meninas / moças com estilos de vida bem distantes da realidade das leitoras...

      Acabei me lembrando de um ótimo exemplo doq eu disse no primeiro comentário: tem uma amiga do meu marido q mora numa cidade bem pequena no sul do país (com uns 2 mil habitantes) e um dia ela me contou q depois do trabalho ela não tem nada pra fazer, isso todo dia. Então se ela resolvesse ter um blog iria preencher totalmente esse tédio q ela acaba vivenciando - e dinheiro não seria problema.

      Eu ainda não conheci nenhum blog alternativo da Noruega, só vi os mais famosos (de meninas q usam chanel, dior e outros), será q só as finlandesas estão mais por dentro disso? haha

      Outra coisa q esqueci de comentar foi sobre essas variações de luz natural durante inverno / verão. Eh mto esquisito... Aqui em Bergen não eh tão forte, oq acontece eh q a noite durante o verao nao escurece (fica meio azuladinho, mas nao escuro), e durante o inverno demora a clarear (e nada de sol) e escurece mto cedo. Mas mais ao norte tem lugares q ficam 6 meses noite e 6 meses dia, e esses lugares costumam ter mtos casos de suicídio.

      Bom, diferenças a parte, espero q o público brasileiro consiga aprender mais e mais a valorizar oq eh nacional - inclusive as blogueiras!
      Bjo pra ti, Sana!

      Excluir
    3. Muito obrigada! É um grande elogio pois a gente tenta criar uma identidade própria num universo (alternativo) que tudo vem de fora. Também não conheço blogs alts noruegueses, apenas finlandeses e suecos. Se eu encontrar um, te aviso!! :)
      Muito triste esse lance do suicidio... claro que ninguém precisa amar o sol (nem o calor), mas às vezes penso como a gente reclama demais das coisas boas e "grátis" que temos...
      Tomara que sim Enohar! Um pouco mais de amor próprio e menos viralatice ;)
      bjs!!

      Excluir
  10. Era bem um texto assim que eu estava precisando ler! Já me fiz essas mesmas perguntas, mas nunca fui muito à fundo. Obrigada pelo trabalho, Sana! <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^