Minha verdade fashion + Outfit

A gente tem sim uma carência de estilos e peças alternativas disponíveis aqui no Brasil, mas isso nunca foi um empecilho pra mim. Eu aprendi a costurar justamente pra poder "copiar" o que eu não tinha acesso e me virava com o que tinha disponível. Claro que às vezes quero uma coisa, mas é caro ou tem de importar e eu desisto, mas eu não posso resumir meu estilo àquela peça que não pude adquirir! 
Assim como não posso deixar de usar algo só porque "não sou uma blogueira finlandesa". Moro no Brasil sim e garanto-lhes que isso não impede que eu use o que gosto.
Eu queria ser mais colorida, mas não encontro peças com cor e estampas legais aqui no Brasil (ao estilo de Hell Bunny e Sourpuss). Eu tenho alma colorida, creiam em mim. Mas o preto não é apenas um amor verdadeiro,  mas também a opção quando algo colorido não me agrada.
Há diversas outras combinações que são uma extensão do meu eu interior.
E essa é a relação de amor que tenho com minhas roupas, escolhidas deliberadamente na hora da compra ou parceria com a loja: elas não estão ali pra me complicar, mas pra me revelar. Tecidos, detalhes, corte, forma... analiso tudo... penso se tem mesmo a ver comigo antes da decisão da escolha.
 Saia eu que fiz 
 Melissa Three Straps Elevated
A comunicação não verbal que as roupas passam sobre mim pras outras pessoas, precisam ser as mais certeiras possíveis.
Minha verdade fashion é me vestir pra mim mesma, alimentando meu desejo por alegria, diversão, cultura, romance e fazendo sentir o meu melhor eu.


14 comentários:

  1. Saninha, não rola um tutorial de como fazer uma sainha de tule assim não? Tô doida pra usar em un ensaio fotográfico e não sei fazer. ): É a única peça que falta.

    E ah! Concordo muito com tudo oq vc disse, nada deveria ser impecilho pra nos expressarmos. Ainda mais esteticamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaque essa é uma saia de oxford com babados e tule entre os babados, e em cima uma fila de renda. Saia de tule, tule mesmo tenho um tutorial no mds, veja se serve:
      http://www.modadesubculturas.com.br/2009/12/saia-de-tule-tutorial.html
      se tiver dúvida escreve!! ;D

      Excluir
    2. Puts Saninha, agora olhando pelo computador que deu pra perceber! Hauhauha! Pelo celular podia jurar que era de tule! E obrigada pelo link, de qualquer forma, estou precisando mesmo! HAuahuhauha! Beijos!

      Excluir
    3. Nem esquenta Jaque!
      Ninguém é obrigado a adivinhar! E a foto tá ruim tb :P
      bjss

      Excluir
  2. Nossa que legal você fazer suas próprias roupas, se eu tivesse um máquina faria, maaas fico só nas customizações mesmo, amei o look, parabéns :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, costumo fazer boa parte delas, especialmente as saias. Mas customização já é o máximo!! :D

      Excluir
  3. Pensar antes de comprar - uma arte que está sendo esquecida!
    Eu passei muitas situações estes dias em que eu era levada a lojas, com grandes promoções. Mas saía sem nada. E não porque não encontrava peças que me agradassem - o inverno sempre traz peças escuras, couros, e outros. Mas porque eu não precisava daquelas peças, ou não ficavam 100% de acordo com o estilo que estou lapidando aos poucos no meu guarda roupa.
    Isso tem feito eu perceber o valor escondido nas roupas: antes de olhar o valor, sempre olho se a peça tem um a mais, que me agrada. Quase nunca. E quando tem, o preço é tão destoante que prefiro continuar juntando o meu dimdim para pagar as aulas de costura do futuro.
    Bom ver como você usa a moda como extensão do seu eu, e não uma simples cobertura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou assim também Vívien... constantemente volto sem nada, em boa parte das vezes porque não preciso daquilo e tendo a comprar algo com algum diferencial ou o oposto, igual à que tenho e que estou precisando (precisando mesmo).
      E sim, acho que a moda devia ser extensão do nosso eu e não um simples modismo :)

      Excluir
    2. Aliás, como sempre faz não é, Sana? Isso é característico de você: defender que todo mundo use a moda como extensão do seu interior. Adoro isso!

      Excluir
  4. Como vc está linda!omg ♥ sério tá um espetáculo de mulher.
    encantada com essa saia mais lindo do mundo!
    eu sempre fui da opinião de que:não vamos sofre pelo q não temos e sim aproveitar oque temos da melhor forma possível,em todas as situações.
    não tenho como comprar?eu vou lá e faço,não tem o mesmo material?vai lá e adapta rs
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gio ♥
      Com, certeza, eu concordo! Se o que a gente tem é útil, temos que aproveitar ao máximo!
      Por isso é óóóóthemo saber costurar *_*
      Bjs

      Excluir
  5. Amei, amei esse look!
    Essa também é minha verdade fashion: me vestir pra mim mesma! ^^
    Também acho que não podemos nos resumir a peças que não podemos comprar. Eu mesma quando comecei a cair pro lado alternativo, não fazia ideia de onde comprar roupas. E quando achava, eram sempre caras pro bolso da minha mãe (já que eu ainda não trabalhava nem tinha renda). Mas o que eu fazia? Procurava por roupas pretas e roupas de renda ou com detalhes diferentes em lojas mainstream. Não há motivos para deixar de se expressar visualmente só porque uma peça que você gostaria está além das impossibilidades momentâneas.
    E ainda tem essa de fazer as próprias roupas. To querendo entrar num curso de costura pra ver se começo a me virar e colocar em prática ideias que tenho na cabeça. Mas a verdade é que eu acho que não levo muito jeito... rs
    Adorei o post!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que quando a gente reconhece nosso estilo, do que gosta e não gosta, não dá pra ficar se lamentando se não pode ter algo, mesmo porque a gente pode customizar ou se virar na criatividade.
      Quando eu não usava o alternativo (marcas) eu comprava roupas em lojas "normais" mas sempre com algo diferente (de referência subcultural, por exemplo) e fazia o mesmo que você: recorria às eternas roupas pretas hahaa
      Ah acho que levr jeito sim, hein! Todo mundo leva, se eu que sou formada em Moda às vezes faço uns errinhos (mais por distração) é sinal de que pra aprender costura não precisa ser formado na área. Se vc não souber modelagem de roupas, é só usar um plástico transparente pra copiar as suas roupas e modificar. :)

      Excluir
    2. Mas eu digo que não levo jeito porque sou meio desastrada e não tenho muitas habilidades com trabalhos manuais. Até gosto, e muito, mas não é lá o meu forte.. rs
      Mas vou tentar. Quem sabe não me descubro.. rs
      bjin

      Excluir

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^