Se existe algo que tem a ver com nossa sociedade hoje é: "a obrigação de dar certo". É uma obrigação subjetiva, não está escrita em nenhum lugar, mas é facilmente percebível quando te cobram boas notas, um bom emprego, um bom salário, um bom casamento, ser uma boa mãe.... e de repente você não conquista isso num nível top e passa a pensar que falhou. 

Mas não, você não falhou.
Cada pessoa tem um ritmo, tem suas oportunidades e barreiras a serem vencidas. Ninguém precisa ser igual ao outro, cada história de vida é única.

Às vezes me incomodo quando Instagirls falam "estou com a sensação de que estou fazendo certo" quando são procuradas por marcas ou pessoas importantes. Eu sei que não é por maldade, mas por orgulho de si, pois são realmente boas no que fazem. Tem uma instagirl em especial que é estrategista: tagueia marcas em fotos seguidas para chamar a atenção das marcas, as marcas percebem e a publicam em seus perfis. E ela divulga aquilo como se a marca tivesse "a achado" por aí, assim, por acaso... Nem todo mundo consegue perceber esta estratégia velada. É justo anunciar que "está fazendo certo", se você mesma criou aquela situação propositadamente? 
Por que o "dar certo" é tão associado a bens materiais e fama?
Eu não sei. E me pego refletindo sobre isso às vezes: o quanto situações são criadas forçadamente para se parecer uma pessoa bem sucedida. E o quanto de valor damos a ser famosa. E percebo que certas coisas não mudam com o passar dos séculos e uma delas é a importância demasiada que a sociedade dá ao status. Até mesmo dentro da cena alt.

Refletindo, observei que a frase "estou fazendo certo" assim como é perigosa em nossa cultura dominante, pode ser também perigosa no meio alternativo.

Motivo?  
Pode ser um gatilho.

Alguma seguidora pode estar deprimida ou com problemas de auto estima ou familiares ou financeiros e não consegue atingir seus objetivos por "n" motivos. E o gatilho de fazer uma seguidora se sentir a pior pessoa do mundo por "não conseguir dar certo" pode desencadear uma situação dramática.

Se eu pudesse falar com as influenciadoras, eu apenas pediria a elas que evitem o uso de expressões que podem desencadear situações limítrofes. Nem todos tem as mesmas oportunidades na vida. As seguidoras não estão fazendo nada "errado", elas não precisam fazer o que uma instagirl faz para "darem certo". Se você "deu certo" é uma conquista maravilhosa, mas o que é certo pra você, pode não ser o caminho certo para os seguidores. Todo mundo dá certo de alguma maneira. Todo mundo é certo no que faz se faz com honestidade, ética, caráter e autenticidade. Não precisamos criar mais padrões "de sucesso" do que já temos.

Como blogueiras, como instagirls, como youtubers, como facegirls que atingimos centenas de pessoas com nossas postagens e vídeos, temos nossas responsabilidades! Em minha opinião, devemos evitar o uso de certas palavras ou expressões em nossos textos e vídeos. Eu evito. E um dos motivos que meu posts demoram tanto a sair é porque releio e releio procurando palavras que talvez devam ser trocadas.

Não, não temos a obrigação de dar certo e não somos menos que ninguém se não atingimos algum padrão pré estabelecido pelo mercado ou pela cultura dominante e agora pelo padrão de alt girls populares.
Saúde mental é mais do que fundamental hoje em dia num mundo em que casos de depressão crescem cada vez mais. Vivemos uma era de transição e não podemos perder a consciência.

A vida não é sempre perfeita. E você não tem a obrigação de "dar certo".


Deixe um comentário

Obrigada pela interação. Os comentários serão respondidos aqui mesmo ^-^